Divinenses fazem ato de comoção contra a troca do piso da Igreja

04/10/2018

Após a sentença proferida pelo Tribunal Superior de Justiça, a população divinense foi surpreendida com a decisão, de que a Paróquia Divino Espirito Santo terá que efetuar a troca do piso de granito colocado em 2011, pelo Piso de Ladrilho Hidráulico. O qual foi objeto da ação de Direito Administrativo e Constitucional através do Tombamento Provisório realizado em 19 de janeiro de 2011, pelo Conselho Municipal de Patrimônio Cultural de Divino (COMPAC).
A mobilização mostrou que o povo divinense está de acordo com o Piso Novo, isso demonstra uma revolta por parte da população, até porque, seria um grande desperdício de tempo e dinheiro aplicado pela sentença judicial, sem o verdadeiro consentimento da população, pois acredita-se que o recurso para troca do piso, poderia ser empregado em outras causas sociais que afligem nosso município. Além disso, visa buscar o apelo ao respeito à decisão dos fiéis católicos que aprovaram o Piso Novo e evitar provocar danos morais imensuráveis, tanto os cancelamentos de batizados, casamentos e festas religiosas já agendados para os próximos meses, quanto à intervenção do templo para que os fiéis possam exercer suas práticas religiosas. Neste domingo durante a Caminhada Bíblica foi feita uma corrente de fiéis da Igreja Matriz até o Fórum de Divino.

O clamor da população ao Judiciário é que haja o censo comum, tanto para que não seja cometida uma injustiça e desperdício de valores, quanto para o respeito com a decisão do povo divinenses pela manutenção do Piso Novo. Por isso, o objetivo da mobilização é despertar o Judiciário para que olhe com novos olhos e que se possível corrija alguma injustiça encontrada mediante o processo julgado
Em entrevista, representantes da Paróquia Divino Espirito Santo justificaram que a troca do piso, se deu com o interesse em preservar a Igreja Matriz preocupando-se também com o embelezamento maior da Igreja e proporcionando uma maior harmonia arquitetônica no seu interior. A Paróquia afirma que em momento algum houve má fé de nenhuma das partes, nem muito menos dos Conselheiros à época que agiram de forma legítima em favor do cumprimento às regras de proteção ao Patrimônio Histórico Cultural do município.

Segundo informações do Jornal Impacto, em reunião realizada pelo COMPAC, no 18 de setembro de 2018, foi verificado que o “Piso de Ladrilho Hidráulico” não foi inventariado e nem tombado. Pois o mesmo, já apresentava degradação constantes relacionados à decomposição natural do material. Esse desgaste foi causando ao longo tempo, pela falta de barreiras contra a entrada de umidade ascendente pelo piso e pela junção da alvenaria com a torre, o que provocou manchas de umidade e um grande desgaste natural na alvenaria da Igreja Matriz.
Os Conselheiros e Ex-Conselheiros da Gestão 2005-2006 a Gestão 2017-2018 que participaram da reunião para discutir especificamente sobre o assunto foram essenciais para elucidação dos fatos, e em razão disso, assinaram em conjunto uma declaração em que todos são a favor da manutenção do Piso Novo em granito, por considerar-se mais seguro para preservação de toda Estrutura Arquitetônica da Igreja Matriz. Afirmaram, ainda, que o objetivo do Tombamento Provisório era a preservação da Estrutura Arquitetônica Igreja Matriz como um todo, e, portanto, o ato foi realizado de forma legal e tempestiva. A denúncia ao Ministério Público à época foi legítima em razão do descumprimento da Lei de Proteção ao Patrimônio Cultural através da intervenção realizada na reforma da Igreja, sem o consentimento do COMPAC mediante processo de Tombamento Provisório da Igreja Matriz. Complementa ainda que, não foi dado continuidade ao ato administrativo à época, não havendo, portanto, a conclusão do Tombamento da Igreja Matriz em definitivo.

A mobilização foi marcada não pelo fato em desrespeitar o judiciário, mas sim na busca de justiça, em manter o Piso Novo. Considerando que todo o processo foi fundamentado em Inventário do Bem Igreja Matriz e não exatamente do Inventário do Piso de Ladrilho Hidráulico em questão, o qual nunca existiu, portanto, considera-se que ocorreu um erro de fato. Por isso, a população clama por justiça.
O que torna ainda mais preocupante, é o risco de uma nova intervenção da troca do piso provocar abalos na estrutura da Igreja Matriz e principalmente em outros bens integrados, que foram reconhecidos como de grande importância histórica para o município e, portanto, inventariados pelo COMPAC, como a Pintura do Teto (construído com base de barro e tela) e os Vitrais da encenação da Morte de Cristo, grafado com a doação de diversos familiares de nossa cidade.
 O que torna ainda mais preocupante, é o risco de uma nova intervenção da troca do piso provocar abalos na estrutura da Igreja Matriz e principalmente em outros bens integrados, que foram reconhecidos como de grande importância histórica para o município e, portanto, inventariados pelo COMPAC, como a Pintura do Teto (construído com base de barro e tela) e os Vitrais da encenação da Morte de Cristo, grafado com a doação de diversos familiares de nossa cidade.

Fonte: Antenor Gonçalves - Jornal o Impacto  

51 amostras das Matas de Minas disputam título de melhor café especial

26/09/2018

 A Região das Matas de Minas foi destaque com 51 lotes entre os selecionados no Cup of Excellence Brazil 2018, que classificou 300 amostras para a fase nacional nas categorias "Naturals" e "Pulped Naturals". Ao todo, foram inscritos mais de mil lotes, dos quais 300 permanecem na disputa pelo reconhecimento de melhores cafés especiais do país na safra 2018.

Na categoria Naturals, 150 lotes de café foram classificados à fase nacional. Na disputa, a Indicação de Procedência das Matas de Minas ficou em terceiro lugar em quantidade de selecionados, com 20 lotes (13,3%). Desse número, os produtores de Araponga somam 13 classificados.

A Indicação de Procedência das Matas de Minas também se destacou na categoria Pulped Naturals. A região terá 31 amostras na fase nacional (20,7%). Desse número, 24 são do município de Araponga. Foi a segunda maior representação entre as regiões produtoras participantes.

Os melhores cafés da categoria Pulped Naturals, destinada aos grãos cerejas descascados e despolpados/desmucilados, serão reavaliados na fase nacional entre os dias 4 e 7 de outubro. Já os pré-selecionados na Naturals, que engloba os cafés colhidos e secos com casca, passarão por nova análise de 8 a 11 do próximo mês. O júri nacional analisará esses cafés de acordo com propriedades como corpo, sabor, doçura e grau de acidez, dando notas de 0 (zero) a 100 pontos, conforme tabela oficial do Cup of Excellence.

As 40 melhores amostras de cada categoria que voltarem a ter desempenho igual ou superior a 86 pontos serão classificadas para a fase internacional do concurso, que ocorrerá entre 15 e 21 de outubro no Assoxupé Club, em Guaxupé, Sul de Minas Gerais, e tem a cooperativa Cooxupé e a empresa SMC Specialty Coffees como anfitriãs. Os lotes que mantiverem seu padrão de qualidade com base na pontuação do concurso serão eleitos os melhores cafés especiais do Brasil na safra 2018 e ofertados, em disputado leilão via Internet, aos principais compradores mundiais. Todo o trâmite do Cup of Excellence Brazil 2018 está sob auditoria da Agricert Brasil.

O principal concurso de qualidade do mundo integra as ações do projeto setorial "Brazil. The Coffee Nation" e é realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence (ACE).

CONHEÇA OS LOTES SELECIONADOS NA REGIÃO DAS MATAS DE MINAS

Categoria Naturals

  1. Alexandre Emerich - Sítio Bela Vista - Alto Jequitibá - MG
  2. Antônio Marcio Lopes - Sítio Córrego dos Machados - Araponga - MG
  3. Carlos Sergio Sanglard - Fazenda Serra do Boné - Araponga - MG
  4. Denise Aparecida Santana Costa Gomes - Sítio Mata - Araponga - MG
  5. Elso Marcio Manja - Sítio Brigadeiro - Araponga - MG
  6. Hugo Riva Pereira - Fazenda Três Barras - Simonésia - MG
  7. João Bosco Lopes - Sítio Guaiana - São Miguel do Anta - MG
  8. José Roberto da Silva Gomes - Sítio da Roberta - Araponga - MG
  9. José Roberto Vidigal Santana - Sítio do Ipê - Araponga - MG
  10. Julia de Faria - Fazenda Bom Jardim - Manhuaçu – MG
  11. Leônio Carlos Filho - Fazenda Caparaó - Araponga - MG
  12. Luís Mauro Araújo Miranda - Monte Sinai - Araponga - MG
  13. Matheus Lopes Sanglard - Fazenda Criciuma - Araponga - MG
  14. Raimundo Martins - Sítio do Boné - Araponga – MG
  15. Reinaldo Garcia dos Santos - Sítio Fortaleza - Luisburgo - MG
  16. Rosângela Moura Alves - Fazenda Carmelito - Santa Margarida - MG
  17. Simone A. Dias Sampaio Silva - Jardim das Oliveiras - Araponga - MG
  18. Sofia S. Sumam Silva - Sítio Flor do Café - Araponga - MG
  19. Vanderlei Paulo Martins - Sítio do Boné - Araponga – MG
  20. Walter César Dutra - Fazenda Jatobá - São João do Manhuaçu – MG

Cateogria Pulped Naturals

  1. Andreia Milagres Miranda - Fazenda Edio Miranda - Araponga - MG
  2. Carlos Antônio Lucas - Fazenda Boné - Araponga - MG
  3. Carlos Sérgio Sanglard - Fazenda Serra do Boné - Araponga - MG
  4. Claudio Martins Belo e outro(s) - Sitio Bone - Araponga - MG
  5. Cristina Dias Sampaio Gerolimich - Fazenda Caracol - Araponga - MG
  6. Deolinda Dias Sampaio de Oliveira - Fazenda Mato Grosso - Araponga - MG
  7. Edvandro Martins Amâncio - Sitio do Rochedo - Araponga - MG
  8. Euler de Moura Soares Filho - Fazenda Alto Maricá - Caiana - MG
  9. Galdino Jose Gomes Carlos - Fazenda Cachoeira - Sericita - MG
  10. Hilário Miranda - Fazenda Bocaina - Araponga - MG
  11. João Bosco Lopes - Sítio Guaiana - São Miguel do Anta - MG
  12. Joel Martins de Paula - Sitio Asa Branca - Araponga - MG
  13. Jose Carlos Pereira – Fazenda Boné - Araponga - MG
  14. José Roberto da Silva Gomes - Sitio da Roberta - Araponga - MG
  15. José Rocha - Sitio Soledade - Manhuaçu - MG
  16. Leônio Carlos Filho - Fazenda Caparaó - Araponga - MG
  17. Luíza Araújo Miranda - Sítio Bocaina - Araponga - MG
  18. Maria Aparecida Milagres Miranda - Santo Antônio do Prado - Araponga - MG
  19. Matheus Lopes Sanglard - Fazenda Criciúma - Araponga - MG
  20. Nathan Lopes Sanglard - Sítio Mutuca - Araponga – MG
  21. Osvaldina Alves Dutra - Sitio Boa Vista - Caputira - MG
  22. Paulo Henrique Miranda - Sítio Caminho da Serra - Araponga - MG
  23. Raimundo Dimas Santana - Fazenda Santo Antonio - Araponga - MG
  24. Raimundo Dimas Santana Filho - Fazenda Dirrubada - Araponga - MG
  25. Raimundo Martins – Boné - Araponga - MG
  26. Reinaldo Garcia Dos Santos - Sitio Fortaleza - Luisburgo - MG
  27. Sandra Lelis da Silva - Sítio Serra - Araponga - MG
  28. Simone A. Dias Sampaio Silva - Fazenda Jardim das Oliveiras - Araponga - MG
  29. Sofia Sampaio Sumam Silva - Sítio Flor do Café - Araponga - MG
  30. Vanderlei Paulo Martins - Sitio do Boné - Araponga - MG
  31. Vicente Jacinto de Moura - Sitio Três Barras - Simonésia – MG

Jovem cai de cachoeira e morre após tentar fazer selfie

25/09/2018

SANTA MARGARIDA (MG) - Uma adolescente de Santa Margarida morreu após cair de uma cachoeira, na tarde deste domingo, 23/09. Taynara Claudina Ferreira, de 16 anos, estava acompanha de duas primas.

Segundo as informações, ela estava tirando fotos na "Cachoeira do Fabinho", no local conhecido por lage, zona rural do município, quando tentou tirar uma selfie da parte mais alta da cachoeira.

Segundo a Polícia Militar, em um determinado momento, a jovem se aventurou em se posicionar em local onde o fluxo de água era maior e escorregou nas pedras ficando presa debaixo da queda d'água e de pedras.

As primas de Taynara correram para buscar ajuda, percorrendo uma área de aproximadamente 3km para chamar a mãe da adolescente.

Taynara foi socorrida por familiares cerca de 20 minutos após um rapaz mergulhar na água e retirar a vítima.

Ela foi levada até o Hospital Dr. Jatyr Guimarães de Paula, onde deu entrada sem sinais vitais. Após procedimentos de reanimação, a médica de plantão atestou o óbito.

Fonte: Doctum TV

Aplicativos


 Locutor no Ar

AutoDJ

Piloto Automático

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Marília Mendonça

Ciumeira

02.

Matheus e Kauan ft. Anitta

Ao vivo e a cores

03.

Zé Neto e Cristiano

Notificação Preferida

04.

MC Kevinho

O bebê

05.

Felipe Araujo feat. Ferrugem

Atrasadinha

Anunciantes